Técnico em Telemedicina

Assim como ocorre com a maioria dos empregos do futuro, que se destaca a partir de novas necessidades que surgem com o uso da tecnologia e da internet, não existe uma faculdade específica para a formação de um Técnico em Telemedicina. Quem seguir essa carreira precisa, primeiramente, graduar-se em nível superior em áreas que possam ser aproveitadas para a Telemedicina – como a informática, telecomunicações e internet, todas voltadas para o ramo da saúde com atendimento a distância – e, depois, deve fazer a especialização (Lato Sensu ou Scricto Sensu). A essência da Telemedicina é a oferta de serviços de informação médicos para pessoas em comunidades distantes, carentes, sem acesso aos centros de referência. Dessa maneira, telemedicina e telessaúde emergem como novas ferramentas significativas para transpor as barreiras culturais, socioeconômicas e geográficas, possibilitando que os serviços médicos cheguem a qualquer lugar.

Fontes

https://telemedicinamorsch.com.br/blog/tecnico-em-telemedicina/ 

https://www.guiadacarreira.com.br/profissao/profissoes-do-futuro/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima